top of page

Escala de Avaliação do Tremor de Fahn-Tolosa-Marin (FTM)

A Escala Clínica de Avaliação do Tremor de Fahn-Tolosa-Marin (FTM), desenvolvida em 1988, é uma ferramenta para avaliar e quantificar a gravidade e o impacto dos tremores. Dividida em três partes principais, a escala aborda a localização e gravidade do tremor, tarefas motoras específicas e a incapacidade funcional resultante do tremor.


A parte A avalia tremores de repouso, posturais e de ação em nove partes do corpo, incluindo tremor ortostático, com uma escala de gravidade que varia de zero (ausência de tremor) a quatro (tremor severo com amplitude superior a quatro centímetros).


A parte B foca na avaliação do tremor durante tarefas motoras específicas dos membros superiores, como escrever e entornar água. A capacidade do paciente de realizar essas tarefas é observada e classificada em uma escala de zero a quatro, onde pontuações mais altas indicam maior dificuldade e comprometimento devido ao tremor. Por exemplo, a capacidade de escrever legivelmente e realizar desenhos é analisada para determinar a precisão e o controle motor.


A parte C avalia o impacto do tremor nas atividades diárias do paciente, como fala, alimentação, vestir-se, higiene pessoal, e participação em atividades sociais e laborais. A gravidade do tremor é medida pelo nível de interferência nas habilidades cotidianas, com uma escala que varia de nenhuma incapacidade a incapacidade total, onde o paciente não consegue realizar a tarefa sem assistência.


A pontuação total para cada parte é calculada separadamente e expressa como uma porcentagem da pontuação máxima possível, com uma pontuação total máxima de 156 pontos. Pontuações mais altas refletem maior severidade e incapacidade devido ao tremor. A escala FTM é uma ferramenta valiosa tanto para a prática clínica quanto para pesquisas, proporcionando uma avaliação detalhada e quantitativa que facilita melhores estratégias de manejo e tratamento para pacientes com distúrbios de tremor.



Desenhos da Parte B:







Fahn S, Tolosa E, Marín C. Clinical rating scale for tremor. In: Jankovic J, Tolosa E, eds. Parkinson's disease and movement disorders. Baltimore: Williams & Wilkins, 1993 (2nd ed): 271-280.

6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Groton Maze Learning Test (GMLT)

O Groton Maze Learning Test (GMLT) é um instrumento neuropsicológico que oferece uma avaliação abrangente de múltiplos domínios cognitivos, com particular ênfase na aprendizagem e memória espacial, fu

Stop-signal task

O Stop Signal Task (SST) é uma ferramenta essencial para estudar a inibição de respostas, um componente crucial do comportamento flexível e dirigido a objetivos. Nesse teste, os participantes realizam

Julgamento de Orientação de Linhas

O teste de Orientação de Linhas (JLO) é um instrumento neuropsicológico amplamente utilizado para avaliar habilidades de orientação espacial. Este teste foi desenvolvido com base em estudos que demons

Commenti


bottom of page